Empresa notifica Palmeiras por proposta de R$ 25 mi por Bruno Henrique

0
187

A OTB, grupo que controla a carreira do meio-campista, revelou para a diretoria palmeirense que o Tianjin Teda está disposto a desembolsar 6 milhões de euros.

Palmeiras foi notificado pelo empresário de Bruno Henrique que tem um interessado em pagar a multa rescisória para contar com o capitão do deca. Até a última terça-feira, o clube dizia não ter conhecimento da negociação.

A OTB, grupo que controla a carreira do meio-campista, revelou para a diretoria palmeirense que o Tianjin Teda está disposto a desembolsar 6 milhões de euros (R$ 25,4 milhões na cotação atual) e ainda pagar um salário de mais de R$ 1,7 milhão ao atleta.

A oferta é considerada irrecusável pelo estafe do jogador, mas o Palmeiras ainda tem esperanças em manter seu meio-campista. A diretoria conversa com o jogador desde dezembro para tentar uma renovação e quer conversar com o meio-campista antes de o martelo ser batido.

Bruno Henrique chegou ao Alviverde com a condição que sua multa rescisória fosse de 6 milhões de euros, o dobro do que foi pago ao Palermo, da Itália, pela sua contratação.

No último domingo, Luiz Felipe Scolari ironizou a proposta e disse que a imprensa estava sendo usada pelo empresário do atleta. Naquele momento, o Alviverde ainda não tinha sido notificado pelos empresários.

DISPENSA

O Tianjin Teda, time chinês interessado em comprar Bruno Henrique, deve dispensar um estrangeiro para poder receber o brasileiro. Atualmente, a equipe já conta com quatro gringos. O último foi anunciado ainda nesta quarta-feira: o alemão Sandro Wagner.

Além dele, o elenco tem mais três jogadores que não são chineses. Ao menos um deles será negociado, de acordo com a informação repassada ao estafe do jogador.

Com informações da Folhapress.