“Esses vereadores de situação são subservientes ao governo, não são vereadores do povo e sim do prefeito”, afirmou o vereador Vivaldo de França em entrevista

0
319

Os vereadores Raul Meireles (presidente), Biu do Canudo e Vivaldo de França, integrantes da bancada de oposição na câmara municipal de Cuitegi, foram entrevistados na manhã desta terça feira (11) no programa jornalístico Grande Jornal 850 da Rádio Rural de Guarabira.

Na ocasião, muitos questionamentos foram levantados e uma análise do legislativo também virou destaque.

O vereador Vivaldo por sua vez, criticou com firmeza a postura dos vereadores de situação, uma vez quando indagado pelo radialista Evandreson Braz se os pares seriam subservientes do prefeito Guilherme Madruga, “ sem titubear eu digo, são inteiramente subserviente, nós temos um veto que vai ser votado nesta sexta feira e infelizmente será aceito pelos vereadores do prefeito, eles não são vereadores do povo, estão ali para servir unicamente e cegamente ao prefeito e com isso o povo de Cuitegi irá perder a oportunidade de rediscutir essa forma de cobrança de taxa de esgoto que chega a ser no mínimo 32 reais.” Afirmou França.

O parlamentar revelou ainda que a oposição está trabalhando forte para lançar seu representante como candidato a prefeito em 2020, “ eu tenho fé e acredito que a oposição já tem um nome definido e que será um nome forte para as próximas eleições, marcharemos juntos e teremos uma candidatura competitiva, apesar de termos o nome definido em nossas cabeças, é preciso ouvir o povo”, argumentou Vivaldo que também não poupou críticas a gestão Madruga, “ nos tivemos em 2016 a aprovação da taxa de iluminação pública, uma taxa ao meu ver totalmente desnecessária , o governo municipal quer se tornar um grande sócio dos governos estadual e federal e levar grande parte do salário do povo de Cuitegi e agora impõe essa taxa de esgoto, é um gestor que é adepto há imposto porque tem um alto salário e sua família é milionária e ele não se preocupa com os pobres.” Finalizou.

O vereador presidente Raul Meireles em sua participação respondendo ao questionamento da bancada, reafirmou o que disse em outra entrevista concedida que o prefeito mente descaradamente, “ ele mostrou que mente descaradamente, quando nós mostramos a emenda isentando o morador de baixa renda pagar essa taxa, ele vetou e mandou para câmara, se ele disse que o projeto não iria cobrar nada, pra que ele vetou então? Por isso ele mesmo mostra que mente muito”, afirmou Meireles.

Quem também participou da entrevista foi o vereador e futuro presidente da câmara no segundo biênio Biu do Canudo, que por sua vez colocou as dificuldades que a oposição enfrenta,” apesar do trabalho ser incansável, nós somos só no município, se precisa de um carro para levar nosso povo no médico tem que ser por nossa conta, mas estamos com o povo e isso é o que importa” afirmou Canudo.

Por Evandreson Braz