MPF pede anulação de concurso da UFPB por amizade entre presidente da banca e candidata

0
90
Concurso era para o Departamento de Gestão Pública do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, da Universidade Federal da Paraíba — Foto: Krys Carneiro/G1

Uma ação civil pública foi ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) em João Pessoa para que um concurso público para professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) seja anulado, conforme divulgado nesta sexta-feira (14). De acordo com o órgão, a presidente da banca examinadora era amiga íntima da candidata que ficou em primeiro lugar nas provas escrita e didática.

G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da UFPB, que informou, às 18h (horário local), que iria apurar as informações sobre o caso para emitir um posicionamento.

Segundo o Ministério, a presidente da banca deveria ter se declarado suspeita, pela amizade que mantinha com a primeira colocada e, ao não fazer isso, acabou beneficiando a candidata e ferindo as normas constitucionais. O certame era direcionado para o Departamento de Gestão Pública do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), na área de Economia.

O MPF quer também a suspensão dos atos decorrentes do processo seletivo, devido à ofensa aos princípios do concurso e da administração pública, em especial o da impessoalidade, que inclui igualdade e legalidade.

Além disso, conforme o Ministério, na ação é solicitado que seja realizado um novo concurso público, com uma nova banca examinadora, de modo que sejam observados os parâmetros constitucionais e legais.

G1