Painel em grafite homenageia centenário de Jackson do Pandeiro, em Sousa, Sertão da PB

0
367
Homenagem em forma de grafite na parede do prédio do Centro Cultural do Banco do Nordeste, no Centro da cidade, foi feita pelo artista plástico Shiko — Foto: Murilo Custódio/CCBNB

Uma intervenção urbana na cidade de Sousa, no Sertão da Paraíba, homenageou o centenário do artista paraibano Jackson do Pandeiro. A homenagem em forma de grafite na parede do prédio do Centro Cultural do Banco do Nordeste, no Centro da cidade, foi feita pelo artista plástico Shiko. O painel em grafite, que começou a ser feito no sábado (19), foi entregue na segunda (21). A arte permanecerá no local durante todo o ano de 2019.

“Jackson do Pandeiro foi essencial na formação da identidade da música paraibana. E nada mais justo, tendo em vista a responsabilidade sociocultural do BNB e o centenário de Jackson, que prestar essa grande homenagem ao Rei do Ritmo”, disse o gerente executivo do CCBNB Sousa, Murilo Albuquerque.

A intervenção urbana fez parte de uma programação do Centro Cultural do Banco do Nordeste em Sousa para celebrar o centenário de Jackson. O artista plástico convidado para elaborar o painel, Shiko, é da cidade de Patos, no Sertão, mas atualmente mora em João Pessoa.

Além do desenho feito por Shiko, foram apresentados os shows de Sérgio do Acordeon e Cabruêra e Os Fulano, que se juntam no projeto “Jackson Racional e os Afrobatuques”.

Buscando pôr em evidência a essência de Jackson do Pandeiro e da cultura nordestina, a “Ópera do Pandeiro”, que comemora o centenário do nascimento do artista paraibano, também fez parte da programação durante todo o mês de janeiro. Além de Sousa, a homenagem já passou pela cidade de Cajazeiras.

“A proposta desse ano foi direcionar toda a programação de janeiro para o centenário de Jackson do Pandeiro, porque as atividades realizadas do Centro Cultural trabalham com o processo de transformação, o que dialoga com o trabalho dele”, explicou Murilo.

A programação do Centro Cultural começou no início de janeiro com atividades voltadas ao coco. “O coco faz parte do processo de transformação musical inicial de Jackson do Pandeiro, por isso começamos assim e terminaremos com o coco também”, afirmou Murilo.

A homenagem contou ainda com exposições e com o show “Jackson Racional e os Afrobatuques”, realizado por Cabruêra e Os Fulano. O projeto mergulha nas canções da fase racional de Jackson do Pandeiro e no período em que ele foi influenciado pelos toques de Candomblé.

Confira programação de 26 a 31 de janeiro

Dia 26, sábado

Oficina de Formação Artística, às 14h30

  • Workshop de Xadrez e Criança e Arte – Recreação
  • Local: Biblioteca Inspiração Nordestina – (CCBNB-Sousa)

Pintura Facial, às 16h

  • Local: Biblioteca Virtual CCBNB-Sousa

Música Vocal, às 20h

  • Pura Seresta, Seresta Pura e Tradição Cultural
  • Local: Calçadão Mundinho Teodoro

Coco de Roda, às 21h05

  • Local: Calçadão Mundinho Teodoro

Dia 28 e 29, domingo e segunda-feira

Centro Cultural fechado

G1