Suspeito de matar colega após briga por coleira de cão se entrega à polícia, em Campina Grande

0
228
Homem acusado de matar colega por causa de coleira de cachorro se entrega à polícia

O homem suspeito de ter assassinado Jefferson do Nascimento Almeida, de 27 anos, morto após discutir com colega por causa de uma coleira artesanal para cachorro, se entregou à Polícia Civil no fim da tarde desta segunda-feira (11), acompanhado do advogado.

A informação foi confirmada pela delegada de Homicídios, Nercília Dantas, que investiga o crime registrado no último sábado (9), no bairro do José Pinheiro, em Campina Grande.

Em depoimento à polícia, o suspeito falou que agiu em legítima defesa, por estar se sentindo ameaçado.

Conforme a delegada Nercília Dantas, diante do que foi apurado até o momento, é mais provável que o suspeito tenha agido tomado por uma violenta emoção do que por legítima defesa.

Após prestar depoimento, Fabrício foi levado para fazer o exame de corpo de delito, no início da noite desta segunda-feira. Ele ficará à disposição da justiça e será autuado por motivo torpe.

O crime

De acordo com as investigações policiais, suspeito e vítima compartilhavam do mesmo hobby de criar cachorros e tinham encomendado duas coleiras a um artesão para os animais.

No entanto, com o dinheiro que repassaram para o homem, só foi possível confeccionar uma coleira, razão pela qual houve o desentendimento entre o suspeito e a vítima, resultando na morte de Jefferson, que foi assassinado a facadas.

G1